A rua XV está vazia como nunca, e eu sou um homem sozinho te procurando em luzes que já não habitas. As calçadas resguardam sombras de vidas desavizinhadas de mim, e tão rasas; que não valem mais a pena remar. É domingo, um dia como qualquer outro. Saí a procura de almoço para preencher um vazio que já não sei qual é. Tudo está fechado logo agora que decido sair ao mundo; todos se encontram em casa celebrando este feriado de outubro, ansiando pelo sorriso da criança a desembrulhar presentes no centro da sala. …

Brendon Klopass Locks

Apenas um embaralhado de tédio e memórias embaçadas, que entre uma mágoa e um gol de empate, encontra a si mesmo — Professor de literatura e ciclista

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store